Unanimidade na aprovação do Plano de atividades e orçamento para 2018

O plano de Atividades e Orçamento para 2018, da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, foi aprovado por unanimidade e aclamação em Assembleia Geral Ordinária, no passado dia 30 de novembro.

O Provedor Firmino Silva apresentou aos Irmãos, em traços gerais, o plano de atividades, realçando na terceira idade o projeto ICT4 Silver, numa parceria com o IPCA, e a importância de continuar a promover o envelhecimento ativo. Nesta área, ainda, 2018 será o ano de arranque das obras do Lar da Misericórdia.

Na valência da infância, embora se mantenha um negativo significativo, nomeadamente devido às baixas mensalidades pagas pelos clientes, o Provedor salientou que estão a ser feitos esforços para a diminuição desses números, nomeadamente com a reestruturação do quadro do pessoal. Ainda nesta valência, relativamente ao ATL, tendo em conta o baixo número de crianças que frequentam aquele serviço e da consequente insustentabilidade do mesmo, a partir de 3 de janeiro de 2018 será encerrado, tendo os pais sido informados atempadamente e sendo assegurados os postos de trabalho.

A valência social continuará a focar a sua ação no atendimento e acompanhamento às situações de maior vulnerabilidade social, através de projetos inovadores que respondem de forma imediata a alguns dos problemas sociais diagnosticados. Ressalva-se o encerramento da cantina social como consequência do fim do Programa de Emergência Alimentar. A Santa Casa continuará, no entanto, a ajudar todos que desta resposta necessitem.

A valência da saúde alcançou padrões de excelência, quer em serviços, quer em resultados, sendo intenção manter esse equilíbrio e aumentar a diversidade de serviços de especialidade e de tratamentos complementares. Quanto ao processo de transferência do ginásio do CMFR para o rés-do-chão, este iniciará com o lançamento de um concurso público.

Relativamente ao Centro de Formação, o principal objetivo será continuar a aumentar a qualificação escolar e profissional dos nossos colaboradores, assim como também do público externo. E, ainda, aumentar as parcerias com outras entidades de forma a colmatar o atraso na aprovação de candidaturas.

No culto, a Santa Casa que conta com um novo capelão, continuará a fornecer apoio espiritual à comunidade em geral. No que diz respeito à cultura, destaca-se o lançamento do terceiro volume da obra de António Almeida Ferraz “Apontamentos para a história de Barcelos” com o apoio do Pe. António Júlio Trigueiros.

Por fim, quanto ao orçamento este prevê-se negativo em 42.682€.

Os restantes pontos da ordem de trabalhos foram aprovados por unanimidade e, no caso da proposta da Mesa Administrativa para atribuição da Classe de Irmão Honorário ao Senhor Rodrigo Amaral, com aclamação.


SCM Barcelos, 05 DEZEMBRO 2017

Notícias