benfeitores-em-destaque-inacio-medela

Benfeitores em Destaque | Inácio Medela

Nascido no bairro Bom Jesus, Barcelos, em data incerta, Inácio da Silva Medela era filho legítimo de Pascoal Rodrigues e de Helena Ribeiro.

Cedo parte para terras do Brasil, onde se torna num rico homem de negócios «brasileiro», cuja fortuna foi considerada uma das maiores do seu tempo em terras brasileiras, deixando, à sua morte, entre muitas outras coisas, terrenos na baía de Guanabara.

Residente na Rua Direita, do Rio de Janeiro, lá casou com Maria de Almeida, de quem vem a enviuvar. Sem filhos, transformou-se num dos maiores benfeitores do seu tempo. Em 18 de agosto de 1724, passa uma procuração para se instituir um coro permanente no templo do Senhor da Cruz da sua terra natal.

Inácio Medela, não esquecendo os seus familiares, legou grande parte de sua fortuna a instituições de caridade no Rio de Janeiro e em sua Barcelos natal, nomeadamente à Santa Casa da Misericórdia.

20210209_101536 (1)

Inácio Medela legou grande parte de sua fortuna a instituições, nomeadamente a Santa Casa da Misericórdia de Barcelos

 

Encontramos ainda referências à sua pessoa em várias diligências de habilitação a familiar do Santo Ofício (Inquisição), entre 1721 e 1731, onde, para além da referência à sua família, havia desconfianças de que era cristão-velho (judeu), mas deixara um legado de uma missa ordinária na Casa da Santa Misericórdia de Barcelos, por ele e por sua mulher. Seria uma pessoa de bons procedimentos, sisudo, prudente e de segredo, que sabia ler e escrever e, além disso, ter-se-ia tornado clérigo pela Ordem Terceira de S. Francisco!

Igualmente deixou um importante legado à Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, de que temos notícias em dois requerimentos do provedor e Irmãos da Misericórdia da Vila de Barcelos sobre o mesmo, entre 1757 e 1820, em que ficamos  a saber que “desejava beneficiar as suas parentas pobres e órfãs desvalidas (…) para dotes de parentas pobres que quisessem ser religiosas e na falta destas para dotes de casamento e ainda em parte das que não fossem parentes, contratando com a Santa Casa da Misericórdia o ficar responsável pela arrecadação deste rédito anual, administração e satisfação destes legados, segundo a forma por ele prescrita pelo interesse da quarta parte do mesmo rendimento ser a favor da mesma Santa Casa”.

Da sua obra de beneficência, temos, no Arquivo Leonor – o arquivo histórico da Misericórdia –, os seguintes registos: Livro de registo de esmolas de Inácio Medela 1746-1843, Livro dos Legados de 1787-1797 e três livros com registos da sua genealogia entre 1746-1797.

IMG_9314

Retrato de Inácio da Silva Medela, patente na Galeria de Benfeitores da Misericórdia de Barcelos

 

No seu retrato, patente na Galeria dos Benfeitores, ficou registada a seguinte inscrição: “Ignácio da Silva Medela d’esta Villa bemfeitor e d’esta santa caza, morto em 1746”.


SCM Barcelos, 15-02-2021

Notícias