jose-domenech

José Domenech

“D JOSÉ DOMENECH DE NACIONALIDADE ESPANHOLA BEMFEITOR D’ESTE ASYLO”

Tendo sido informada a mesa a gentileza com que vossa excelência acolheu o pedido que ultimamente fiz relativamente à serração das madeiras oferecidas para as obras desta Santa Casa, na fábrica de que V.ª Ex.ª é digno gerente, tendo o prazer de o informar que a mesa deliberou consignar na ata de sua última sessão um voto de agradecimento a V.ª Ex.ª desta deliberação mais uma vez agradeço em nome dos pobres, o benefício que esta Santa Casa recebe com a serração gratuita das madeiras referidas – 15 de maio de 1910 – O Provedor António Miguel de Almeida Ferraz, Livro de copiador de correspondência, fl. 1v.

 

Filho de Francisco Domenech Gomes e Josefa Domenech, Juan Domenech – ou José Domenech, como ficou conhecido – nasceu em 1868 e, segundo dados do seu passaporte – que se encontra no Arquivo Distrital de Braga –, era natural de Dénia, província de Alicante, Espanha. Casado, naturalizado português em 28 de dezembro de 1912 e residente na então vila de Barcelos, pedira passaporte para se deslocar a Espanha para tratar dos seus negócios.

José Domenech foi um empresário e empreendedor espanhol que viveu em Barcelos, em finais do século XIX e inícios do século XX, onde viria a morrer em 1928. Foi um dos principais fundadores e sócio-gerente da fábrica a vapor J. Salort e Cª, situada junto à companhia de caminho de ferro, em 1905.

YH

FONTE: https://core.ac.uk/download/pdf/55633916.pdf

 

Segundo Marta Alexandra da Costa Sá, desconhece-se ao certo as razões que o levaram a instalar-se em Barcelos e a montar uma fábrica de serração, mas acredita-se que tenham passado pela localização próxima de Tuy, onde se situava a empresa-mãe. A fixação na região teve ainda em consideração a inexistência de indústrias.

José Domenech também se dedicou à produção de cal. Junto à fábrica de serração, construiu dois fornos e, como destacou o jornal “Diário do Minho” de 2 de maio de 1923, ainda esteve associado à fundação da Saboaria Barcelense, Lda, situada em Arcozelo.

José Domenech foi ainda Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Barcelos 1916-1917 e benfeitor da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, que o imortalizou com um retrato a óleo, em sua homenagem.


SCM Barcelos, 11-10-2021

Notícias