a-expressao-dramatica-esta-diretamente-interligada-com-a-comunicacao

“A expressão dramática está diretamente interligada com a comunicação”

22 pessoas participam em formação promovida pela Misericórdia de Barcelos

O Centro de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, no âmbito do Programa Operacional da Inclusão Social e Emprego (POISE), está a promover uma formação modular gratuita em “Artes Performativas – Oficina de Expressão Dramática”.

Pretende-se que, com esta ação, os/as formandos/as conheçam “a expressão dramática e o que isso significa em termos de crescimento pessoal de cada um e também nas aplicações práticas que daí possam advir”. “Depois, tem outra componente que pretendo também deixar aqui que é a manipulação de objetos”, conforme sublinha o formador, Jorge Alonso. “Há pessoas de várias proveniências – do ensino, do atendimento, entre outras –, ou seja, a expressão dramática está diretamente interligada com a comunicação”, nota ainda o formador, que conta com mais de três décadas de ligação ao teatro, também como ator profissional, encenador e ainda na componente de clown.

As sessões de formação têm contado com o interesse e motivação de um grupo heterogéneo, mas com “o bichinho do teatro”. “Há uns que têm alguma experiência e que já têm alguns conhecimentos; para outros, é a primeira vez, por curiosidade, mas também para desenvolvimento. E há uma coisa comum, que penso que eles já perceberam: aquilo que está em causa é mesmo o crescimento e desenvolvimento pessoais”, sublinha Jorge Alonso.

Carla Cardoso desenvolve atividade profissional como desenhadora gráfica e, a par disso, conta com 20 anos de ligação ao teatro. A barcelense, de 43 anos, participa na formação para atualizar e reciclar conhecimentos: “Faço todas as formações que consigo a nível de teatro, porque estou ligada ao teatro há 20 anos e aproveito para fazer reciclagens. E tudo o que tenha a ver com teatro eu aproveito”

“A experiência está a ser fantástica, o grupo é excelente e temos trabalhado muitos jogos, principalmente a base da confiança com o nosso colega, está a ser giro. Não conhecia muitas destas pessoas e está a ser bonito a vivência com cada um”, avalia Carla Cardoso.

Também Rosa Viana avalia de forma positiva a participação na ação de formação em “Artes Performativas – Oficina de Expressão Dramática”: “O grupo é heterogéneo e, no dia a dia, nós acabamos por contactar com pessoas completamente diferentes umas das outras, de áreas diferentes e acho que isso também é importante neste tipo de contexto, de trabalho e de formação”. O gosto pela expressão dramática já vem de há alguns anos e a motivação agora é outra: “Quando era mais jovem, fiz algumas coisas relacionadas com teatro. Agora, a motivação tem que ver com a formação profissional, pelo facto de trabalhar, muitas vezes, histórias com os meus alunos e também por mim própria. Para trabalhar, desde logo, a confiança, sinto necessidade, de tempos a tempos, de fazer coisas relacionadas com esta área”.

A formação em “Artes Performativas – Oficina de Expressão Dramática” tem uma duração de 25 horas e decorre na Casa da Eira, até ao próximo dia 23 de outubro de 2019.

 

Técnicas de Expressão Dramática (1)

 


SCM Barcelos, 11 OUTUBRO 2019

Notícias