Lar Rainha D. Leonor

Construído em 1985, o Lar Rainha Dona Leonor é um equipamento coletivo de alojamento permanente, com capacidade para 60 pessoas, distribuídas por 32 quartos. Está dotado de infraestruturas capazes de proporcionar o bem-estar e a manutenção da saúde dos/das utentes nele inseridos.

O Polivalente foi construído em 1996, destinado a dar resposta à varias solicitações não contempladas no bloco do Lar D. Leonor. É usado para atividades de apoio aos idosos, exposições, reuniões e festas.


Contactos

MORADA | Av. Dos Combatentes da Grande Guerra 4750-279 Barcelos

TELEFONE | 253 802 270

EMAIL | lrdl@misericordiabarcelos.pt

Notícias

24 Jun
lar-da-misericordia-e-alvo-de-obras-de-requalificacao

Lar da Misericórdia é alvo de obras de requalificação

O Lar da Misericórdia (LM) está de cara lavada. As obras de requalificação decorreram, nos últimos meses, no refeitório, quartos, casa de banho feminina e corredores. As intervenções realizadas pretendem garantir um maior conforto e qualidade na utilização diária destes espaços pelos utentes e colaboradores, quer seja através do aumento da luminosidade, bem como pelo conforto das soluções de equipamentos e mobiliário aplicadas. Numa primeira fase, foram intervencionados o refeitório e o corredor de acesso. As melhorias foram introduzidas ao nível da instalação elétrica, pintura de paredes e teto e substituição de vãos. Além disso, foi feita a substituição do mobiliário existente no refeitório e, através da utilização de estantes, a criação de novos e harmoniosos espaços. Depois, nos quartos e corredor de acesso, a intervenção foi feita ao nível do pavimento, instalação elétrica e pintura das paredes e tetos. Todas as camas foram substituídas por camas articuladas novas, foram colocados novos móveis com lavatório nos quartos e, com a remoção dos armários embutidos, os utentes do LM dispõem também de uma maior área útil. Por último, na casa de banho feminina, houve melhorias ao nível do pavimento, paredes, tetos e pinturas. O espaço conta com novas divisórias, novos equipamentos, louças sanitárias e armários e também os vãos exteriores foram substituídos. [ALBUM:82]

Ver Mais
03 Dez
lar-santo-andre-17-anos-ao-servico-das-pessoas-idosas

Lar Santo André: 17 anos ao serviço das pessoas idosas

O Lar Santo André festejou, no dia 29 de novembro, 17 anos de existência.  A data foi assinalada com uma missa comemorativa, seguida de um momento de música e poesia pelo Conservatório de Música de Barcelos e pelo Clube de Poesia do Lar Santo André. Os utentes declamaram poemas de Sophia de Mello Breyner, ao som da melodia das guitarras clássicas dos alunos do Conservatório de Música. No final, os utentes vestiram-se a rigor para representar “A vida de Santo André”, perante uma plateia composta por colaboradores, familiares, crianças da instituição, elementos da mesa administrativa e utentes de outros equipamentos desta Santa Casa. Inaugurado em 2002, o Lar Santo André está localizado na Quinta da Ordem. É um equipamento coletivo de alojamento permanente, construído de raiz, com rés do chão e 1.º andar. No espaço exterior, uma faixa ajardinada contorna o edifício.  [ALBUM:22]

Ver Mais
19 Nov
o-pouco-que-se-possa-fazer-pode-ajudar-a-fazer-a-diferenca

"O pouco que se possa fazer pode ajudar a fazer a diferença"

A Santa Casa da Misericórdia de Barcelos apresentou, na sexta-feira, dia 15 de novembro, o resultado do projeto-piloto “Mentes Ativas”. O projeto, direcionado para doentes com demência ou com défice cognitivo de ligeiro a moderado, teve como principal objetivo diminuir os períodos de confusão mental dos utentes com estes diagnósticos, ajudando, assim, a orientar para a realidade. Desenvolvido no Lar Santo André entre janeiro e julho do corrente ano, o projeto “Mentes Ativas” foi implementado pelo Serviço de Psicologia, com o apoio da equipa de auxiliares de geriatria do lar, em várias fases e através de diferentes atividades. “Nós começámos com uma avaliação inicial, que é uma avaliação individual. Aplicámos um instrumento cognitivo a cada um dos utentes participantes e depois, durantes seis meses, fizemos as chamadas atividades de intervenção, que consistiam em sessões de estimulação cognitiva em grupo”, explicou a psicóloga, Sofia Miranda. Além das sessões de estimulação, foram também usadas técnicas e materiais que ajudaram os utentes a orientar-se para a realidade: “Modificámos também o ambiente, com a implementação de sinalética, calendários, relógios e todo um conjunto de materiais que pudessem ajudar estes utentes a orientar-se melhor, quer na pessoa, quer no espaço e no tempo”, acrescentou a psicóloga. O resultado do projeto foi positivo, com o aumento de três pontos no teste cognitivo realizado em julho, “o que nos dá uma indicação que houve uma melhoria em termos de funcionalidade cognitiva no geral”, concluiu.   Mentes Ativas: a realidade das demências   Na conferência, a médica especialista em medicina interna da instituição, Joana Abreu, explicou que “a demência é uma deterioração que o nosso cérebro vai desenvolvendo ao longo do tempo e que nos vai fazer perder funções que tínhamos adquirido”. Apesar de a demência ser “o envelhecimento natural do cérebro” e de não ser possível “prever como este se vai comportar ao longo do tempo”, é possível retardar a doença, explicou a médica, na sua intervenção. O provedor da Misericórdia de Barcelos, Nuno Reis, felicitou o grupou pelo sucesso na implementação deste projeto e enalteceu a importância do trabalho em equipa no cuidado ao utente: “Queremos que os cuidados que prestamos a nível dos nossos lares sejam cuidados personalizados, como se fosse o nosso familiar mais querido a ser tratado por nós e, nessa perspectiva, a preocupação da Mesa Administrativa é criar condições para que o grupo dentro de cada um dos lares funcione melhor”. “É importante que cada um de nós perceba que o pouco que possa fazer pode ajudar a fazer a diferença e, independentemente daquilo que possam ser algumas diferenças que sabemos que existem, há algo que nos une e o que nos une, neste momento, é uma coisa chamada Santa Casa e o serviço que a Santa Casa deve proporcionar àqueles que mais precisam”, concluiu o provedor, Nuno Reis. No final, as colaboradoras que participaram na implementação do projeto receberam um diploma de reconhecimento, perante uma plateia composta por utentes e técnicos da instituição, familiares e elementos da Mesa Administrativa.   [ALBUM:18]

Ver Mais

LARES E SERVIÇOS

candidaturas

Candidaturas

saber Mais
apoio-domiciliario

Apoio Domiciliário

Rua Dr. Santos Júnior 4750 Barcelos

saber Mais
lar-santo-andre

Lar Santo André

Rua Dr. Santos Júnior 4750 Barcelos

saber Mais
lar-nossa-senhora-da-misericordia

LAR NOSSA SENHORA DA MISERICÓRDIA

Rua Dr. Santos Júnior 4750 Barcelos

saber Mais
lar-da-misericordia

Lar da Misericórdia

Av. dos Combatentes da Grande Guerra 4750-279 Barcelos

saber Mais
centro-social-comendadora-maria-eva-nunes-correa

Centro Social Comendadora Maria Eva Nunes Corrêa

Rua de S. João nº703 4775-230 Silveiros

saber Mais
centro-de-dia

Centro de Dia

Rua Dr. Santos Júnior 4750 Barcelos

saber Mais