Centro de Formação

A Santa Casa da Misericórdia de Barcelos é uma Entidade Formadora Certificada cuja missão é realizar formação profissional e promover o desenvolvimento pessoal oferecendo aos/às seus/as formandos/as e colaboradores/as as ferramentas para o sucesso no mercado de trabalho.

O seu Centro de Formação Profissional está certificado pela DGERT – Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho:
- 90 - Desenvolvimento Pessoal
- 215 - Artesanato
- 345 - Gestão e Administração
- 726 - Terapia e reabilitação
- 729 - Saúde - Programas não Classificados Noutra Área de Formação
- 761 - Serviços de apoio a crianças e jovens
- 762 - Trabalho social e orientação


O Centro de Formação Profissional tem por objetivo promover projetos de formação e outros de intervenção e capacitação direcionados para a qualificação de pessoas internas e externas à instituição, contribuindo para a melhoria dos serviços prestados pela mesma, bem como para o desenvolvimento social e comunitário

Áreas de Intervenção:
1. Formação interna para colaboradores
2. Formação à medida - autofinanciada nas áreas certificadas
3. Formação financiada pelos Fundos Europeus de Investimento
4. Formação em Parceria com outras Entidades Formadoras
5. Formação diferenciada - Seminários, Workshops entre outras ações de curta ou longa duração
6. Parceria - Centro Qualifica - serviços de informação, orientação vocacional, de reconhecimento e validação e certificação de competências – RVCC escolar e/ou profissional
7. Candidaturas a financiamento público - planeamento, concepção, gestão e execução de candidaturas a diferentes sistemas de incentivo


Contactos

Centro de Formação e CQ

Telemovel | 912 749 063 • Telefone | 253 802 270

E-MAIL | formacao@misericordiabarcelos.pt

Áreas de Formação
Terapia e Reabilitação
Serviços de Apoio a Crianças e Jovens
  • - Cuidador/a de Crianças e Jovens
  • - Técnico/a de Juventude
  • - Técnico/a de Ação Educativa
Trabalho Social e Orientação
  • - Assistente Familiar e de Apoio à Comunidade;
  • - Agente em Geriatria;
  • - Animador/a Sociocultural;
  • - Técnico/a de Apoio Psicossocial;
  • - Técnico/a de Apoio Familiar e de Apoio à Comunidade;
  • - Técnico/a de Geriatria
Desenvolvimento Pessoal
  • - Desenvolvimento Pessoal
Artesanato
  • - Canteiro/a;
  • - Florista;
  • - Tecelão/Tecedeira ;
  • - Oleiro/a;
  • - Artífice de Ferro;
  • - Calceteiro/a;
  • - Artífice Tanoeiro/a;
  • - Assistente de Ourivesaria;
  • - Técnico/a de Ourivesaria de Pratas Graúdas/Cinzelador/a;
  • - Técnico/a de Vidro Artístico;
  • - Bordador/a;
  • - Artesão/ã das Artes do Metal;
  • - Artesão/ã das Artes do Têxtil;
  • - Pintor/a Artístico/a em Azulejo;
  • - Técnico/a de Pintura Decorativa;
  • - Artesão/ã das Artes e Ofícios em Madeira - Marceneiro/a Embutidor/a;
  • - Artesão/ã das Artes e Ofícios em Madeira - Marceneiro/a Entalhador/a;
  • - Técnico/a de Ourivesaria;
  • - Técnico/a de Construção de Instrumentos Musicais
Gestão e Administração
  • - Técnico/a de Apoio à Gestão
Saúde - Programas não Classificados Noutra Área de Formação
  • - Técnico/a de Termalismo;
  • - Operador/a de Hidrobalneoterapia;
  • - Técnico/a Auxiliar de Saúde
Próximas Formações
Nutrição e Dietética no Domicílio (50 horas)
3538 - Saúde da Pessoa Idosa - Cuidados Básicos (25 horas)
10526 - Literacia Digital - Iniciação à Informática (25 horas)
3554 - Animação em Instituições de saúde - 50 horas
8929 - Arte como terapia aplicada à população idosa - 25 horas
10394 - Métodos e técnicas pedagógicas no desenvolvimento psicossocial - 25 horas
10654 - Crescimento e desenvolvimento na infância - 50 horas

Certificada:

Parceria:

Contacte-nos

*Campos de Preenchimento Obrigatório.

Notícias

10 Nov
rir-e-uma-coisa-seria

"Rir é uma coisa séria”

“Rir é uma coisa séria”. Foi o mote da atividade de yoga do riso, dinamizada pela formanda Liliana Sousa e desenvolvida no âmbito de uma sessão da formação modular certificada em “Animação em Instituições de Saúde”. “Nós não nos rimos. Nós crescemos e então os idosos têm aquela dificuldade de se expressar, de rir, de sorrir, de dar gargalhadas, porque parece mal”, começou por dizer a formadora, Cláudia Brito, para, logo depois, explicar a importância desta prática: “O yoga do riso traz a respiração, os ensinamentos do yoga, do estar, do corpo, do aqui e agora, associado ao riso que, por sua vez, nos traz o momento presente. Naquele momento, não estamos tristes, estamos a divertir-nos”.  A atividade, dinamizada por Liliana Sousa, proporcionou, de facto, momentos de alegria e bem-estar, bem como sonoras gargalhadas, nas perto de 20 pessoas que participam na formação em “Animação em Instituições de Saúde”, promovida pelo Centro de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, no âmbito do Programa Operacional da Inclusão Social e Emprego (POISE).  A ação tem como principal objetivo “reconhecer a importância das atividades de ocupação / animação da pessoa idosa”. Assim, a formação “foi pensada e está estruturada em animação em instituições com idosos”. Inicialmente, foi dado enfoque ao perfil do animador, com “dinâmicas e atividades em que se apelasse à inteligência emocional, à comunicação, à escuta ativa, ou seja, a um conjunto de capacidades que são muito importantes para os animadores trabalharem com os idosos e com a equipa”, explicou a formadora, Cláudia Brito, certa de que, “conhecendo muito bem e conseguindo ter mais consciência destas nossas competências, conseguimos muito mais trabalhar com o idoso”.  José Miguel Santos é um dos participantes na ação. Inscreveu-se motivado, desde logo, pelo nome da formação “Animação em instituições de saúde”: “É uma área de que gosto bastante: animação. Então, para adquirir conhecimentos e possivelmente fazer novos projetos, esta formação irá dar-me mais valias para poder seguir o meu percurso dentro da animação”. Trata-se de uma formação essencialmente prática, mas também com partilha de conhecimentos teóricos, conforme contou: “É uma formação prática, mas, ao mesmo tempo, também nos prepara mais, dentro um pouco do campo holístico, a tentar perceber a realidade do que se passa nas instituições e como lidar com idosos, com crianças, dentro do tema da animação”.  Depois de abordado o perfil do animador, formadora e formandos trabalharam também a terapia ocupacional e ainda atividades como a culinária, a higiene do idoso e atividades plásticas. “Eles podem fazer atividades muito divertidas, fazer grandes trabalhos, grandes obras de arte, a partir destas técnicas”. Em mente está também abordar espiritualidade, religiosidade, meditação e exercício físico.   As atividades, essas, têm sempre em mente a animação da pessoa idosa, conseguindo-o de diversas formas. “Aliámos a parte da plástica com a parte da meditação. Nós fazemos sacos sensoriais, com gel ou com brilhantes, em que eles possam moldar e acabam por fazer uma atividade plástica e uma atividade de relaxamento e meditação ao mesmo tempo. Propomos também algumas atividades dinâmicas para idosos a nível emocional, como a história de vida e, muitas vezes, basta uma história ou uma situação que não esteja tão bem resolvida e naquela atividade acaba por haver uma gratidão ou uma espécie de perdão sobre aquela situação ou aquele episódio menos bom da vida do idoso. É transformar aquelas emoções, que, muitas vezes – não generalizando –, são mais tristes, com animação, com ânimo, com alegria e proporcionar aos idosos a emoção”, sublinha Cláudia Brito.  A formação Animação em Instituições de saúde (50 horas) decorrerá, previsivelmente, até dia 16 de novembro de 2021.    [ALBUM:253]

Ver Mais
03 Dez
colaboradores-reforcam-competencias-face-a-epidemiaspandemias

Colaboradores reforçam competências face a epidemias/pandemias

Quinze colaboradores da Santa Casa terminaram, no passado sábado, a formação em “Segurança e Higiene no Trabalho – situações epidémicas/pandémicas”, promovida pelo Centro de Formação. A ação formativa envolveu colaboradores da área da Educação na Infância (13) e do Centro de Formação (2). Ao longo de 25 horas, foram tratadas questões que têm que ver com a identificação do papel e das funções de cada um na organização pelo apoio aos Serviços de Segurança e Saúde no Trabalho na gestão de riscos profissionais em situações de epidemias/pandemias; reconhecimento da importância das diretrizes internacionais, nacionais e regionais no quadro da prevenção e mitigação de epidemias/pandemias e a necessidade do seu cumprimento legal; apoio aos Serviços de Segurança e Saúde no Trabalho na implementação do Plano de Contingência da organização, em articulação com as entidades e estruturas envolvidas, de acordo com o respetivo protocolo interno; e apoio na gestão e cumprimento das medidas de prevenção e proteção dos trabalhadores, clientes e/ou fornecedores. A ação prende-se com a preocupação e com a aposta da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos em formar para dar uma melhor resposta em tempos de pandemia.

Ver Mais

Serviços e Informações

candidaturas

Quer inscrever-se em várias ações

Clique aqui e preencha o formulário

saber Mais
candidaturas

Formação Financiada

Consulte as ações de formação financiada

saber Mais
candidaturas

Formação Autofinanciada

Conheça as nossas diversas propostas

saber Mais
candidaturas

Formação Empresarial

Informação sobre pacotes de 40h obrigatórias/ano

saber Mais